Nota da Rede Sustentabilidade sobre as notícias divulgadas pelo site The Intercept Brasil

#Rede 11 de junho de 2019

Diante das denúncias divulgadas pelo site The Intercept Brasil, a Rede Sustentabilidade vem a público, conforme suas convicções políticas, defender o respeito a nossa Constituição, o exercício do controle social sobre as instituições da República como prática da democracia, o combate intransigente à corrupção com métodos honestos para se chegar á verdade nas investigações.

Todos esses temas se entrelaçam no episódio que estamos vivendo e os alinhamentos polarizados entre as forças políticas que compõem o país não trazem solução para o problema. A solução virá do funcionamento correto das instituições e do compromisso de todos com o bem comum.

A REDE reafirma a posição já expressa pela liderança de sua bancada no Senado Federal de exigir explicações do ministro e ex-magistrado Sérgio Moro e do Procurador da República Deltan Dallagnol e outros membros do Ministério Público, face aos seus envolvimentos no caso. Para tanto, considera imprescindível o comparecimento de todos ao Congresso Nacional para prestar os devidos esclarecimentos, prezando pela transparência nos processos públicos.

A REDE manifesta preocupação pelo fato de autoridades constituídas terem sido supostamente “hackeadas”, o que constitui flagrante ameaça às instituições da República e acaba por valorizar a prática contaminadora do ambiente político de que os fins justificam os meios para o alcance de objetivos.

Face à gravidade dos fatos que vieram a público, é necessário preservarmos as instituições democráticas acima de quaisquer indivíduos. Portanto, a REDE exige não só a apuração rigorosa por parte do Conselho Nacional de Justiça e do Conselho Nacional do Ministério Público, diante do envolvimento de membros dessas instituições em possíveis irregularidades na condução de processos da Operação Lava Jato, como igualmente exige do governo federal o uso de todos os recursos possíveis para esclarecer o episódio da invasão de celulares e contas de comunicação instantâneas de autoridades públicas.

A REDE reitera seu compromisso com a luta anticorrupção e seu apoio à Operação Lava Jato, que não pode ser desconstituída por possíveis erros de alguns de seus integrantes, mas reforça que é preciso uma rigorosa e isenta investigação e, se confirmado delito, que os responsáveis sejam punidos na forma da lei.

A luta contra a corrupção deve continuar, sem tréguas e o Brasil não aceitará nenhum retrocesso nesse tema.

Brasília, 11 de junho de 2019.
Executiva Nacional da Rede Sustentabilidade