NOTA SOBRE A GREVE GERAL 14 DE JUNHO. CONTRA OS DESMONTES NO MEIO AMBIENTE, A REFORMA DA PREVIDÊNCIA DO GOVERNO BOLSONARO E APOIO À LUTA CONTRA A CORRUPÇÃO

#Rede 13 de junho de 2019

Amanhã as Centrais Sindicais e Movimentos Sociais estarão dando continuidade as mobilizações contra diversas medidas do Governo Bolsonaro que são contra os trabalhadores e o país. Assim, muitas categorias definiram uma Greve Geral para chamar atenção contra os cortes dos recursos para educação e a proposta de “Reforma” da Previdência do Governo enviada ao Congresso.Os cortes na Educação atingem, especialmente, as universidades públicas com repercussão não apenas na qualidade do ensino, como no desenvolvimento de diversas pesquisas e bolsas para formação de mestres e doutores do país. A Reforma da Previdência Governamental coloca o sacrifício aos mais pobres com mudanças no BPC, aposentadoria rural e dos trabalhadores no Regime Geral e com mudanças tímidas na regra aos militares e setores do setor público, mantendo privilégios.Vitórias parciais recentes do movimento social e de parlamentares do campo progressistas no Congresso Nacional como a possível descontigenciamento de R$1,0 bilhão de recursos na Educação e a retirada das mudanças do BPC, da proposta de Capitalização e dos Estados e Municípios no relatório do relator não retira a importância de manifestação nesta próxima sexta-feira. É importante também que essas mobilizações se coloquem a favor de que não haja retrocessos na luta anticorrupção, porque a drenagem de recursos públicos pelos sistemas corruptos retiram recursos que deveriam fortalecer políticas públicas para melhoria das condições de vida e trabalho da população, além das suas implicações éticas.
Para todas as pessoas de Luta e de Paz, a Rede Sustentabilidade recomenda o apoio de forma pacífica e cidadã as mobilizações dessa sexta e continuar mobilizados na defesa de um Brasil Sustentável.